Dia Mundial da Fotografia

terça-feira, Agosto 19, 2014

A ausência prolongada da minha parte tem a sua razão de ser. Necessidade de uma grande reorganização antes de uma nova etapa que está prestes a começar. No meio de toda essa azáfama, dei comigo perdido e algo estupefacto com a quantidade de material do foro criativo que tenho feito ao longo dos anos e do que ainda falta limar para que esteja pronto. É um caos sem fim.

Hoje comemora-se o Dia Mundial da Fotografia e que melhor ocasião do que esta para partilhar mais um miminho. Neste caso uma fotografia inédita, um pequeno momento repleto de luz e de alegria, a vida nos prazeres mais simples.


O sangue nos ouvidos

segunda-feira, Agosto 11, 2014

«A resposta é enganadora, fortuita, cada sílaba uma nova explicação que se perde no mar de ruído, revolto, uma diferente obsessão encostada ao peito. Não me lembro ao certo do dia em que te tranquei os cabelos a cadeado na divisão dos pulmões. Senti-o necessário e isso é suficiente, como duas bocas que se perguntam o que aconteceria se o abismo fossem duas cabeças a rodopiar em sentidos opostos. Somos piroclastos lançados para a atmosfera pela explosão dos citoplasmas impacientes, tudo é silêncio, quieto, velocidade de vertigem ao encontro de planetas por descobrir. É só isso que quero ouvir, o sangue nos ouvidos.»

Nuno Almeida
Equívocos Primários

2014

Dos cabelos fechados a cadeado

Guardar [MP3, ZIP] Duração [46:05] Data: 11-08-2014

Playlist:
01. Hashisheen - Sinan's Boat
02. The Meeting Places - Freeze Our Stares
03. Film School - Two Kinds
04. dEUS - Bad Timing
05. Jeniferever - Sparrow Hills
06. Electric Litany - Feather Of Ecstasy
07. Astronauts - Openside
08. Kent - Vals For Satan (Din Van Pessimisten)
09. 2 Bit Pie - Colours
10. Clark - Talis


Budapeste: O cemitério Farkasréti

sexta-feira, Agosto 08, 2014

Eléctrico 59. Fico surpreendido por estar a subir uma encosta. As árvores começam a tomar conta do caminho e limitam a passagem dos raios de sol, as casas tornam-se mais escassas. Estou na parte de Buda, numa das áreas mais elevadas da cidade.

Shield Patterns - Contour Lines (2014)

terça-feira, Agosto 05, 2014

01. Shade
02. Carve The Dirt
03. Ghost Words
04. Dust Hung Heavy
05. The Rule
06. Dead Air
07. Present State
08. Ruby Red
09. Weyoume
10. Charon







Voz, feminina, doce como o mel. O pecado escorre pelos nossos ouvidos debaixo de um tapete electrónico suave. Momentos ambientais, batidas quebradas, resquícios de uma era esquecida, quando o trip-hop era um dos fundamentos para a claustrofobia das sinapses. Por instantes, na luta entre a dissonância sonora, os ritmos sensuais e a vontade de começarmos a despir a roupa ao sabor da música, damos por nós a recordar a doçura vocal de uma Kate Bush. A floresta e a atmosfera de conto de fadas são aqui substituídas por impressionismos industriais, com as personagens desta história escondidas no fumo das cidades.